Voltar para Blog
conexões de internet

Conheça as principais conexões de internet

Para a excelência da internet, precisamos de uma net com a melhor conexão, nesse artigo curto, mostraremos como funciona as variadas conexões de internet, entre elas a conexão de internet via rádio.

 Confira!!!!

As conexões de internet a rádio

A internet via rádio funciona de forma simples. O sinal é transmitido pelas torres que são distribuídas em pontos altos e

com bom acesso ao perímetro atendido pelo provedor.

Precisa de uma antena para que possa receber o sinal de internet.

As antenas sempre são instaladas em locais em que a

ligação receba o sinais via rádio que é entre o receptor e a torre.

O provedor conta com várias torres para fornecer internet via rádio, que precisam estar distribuídas pela localidade em que vai operar o serviço.

As torre costumam ser chamadas de Pop´s e possuem com objetivo principal transmitir o sinal da internet.

O posicionamento das Pop´s é minucioso, pois se tiver posicionada de forma inadequada pode

causar interferência no sinal e  as suas conexões de internet pode cair.

E não queremos isso, não é mesmo! Conheça um pouco mais sobre a conexão.

conexões de internet

Tipos de Conexões de Internet 

A internet foi desenvolvida em 1960, e hoje é um dos meios de comunicação mais utilizados e mais influentes do mundo.

Foi criada pela ARPA  (Advanced Research Projects Agency), esta era a ARPANET, uma rede que pretendia facilitar o compartilhamento de

informações e dados em caso de um ataque nuclear.

O uso da internet  para fins não-militares foi  crescendo e se tornando cada vez mais abrangente,

até que no final da década de 1980 ela finalmente aporta em

terras tupiniquins e o Brasil tem o seu primeiro contato com a internet.

A conexão no Brasil

Em 1989 o Ministério da Ciência e Tecnologia lança um projeto inovador e que existe até hoje: a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP),

cuja missão era (e ainda é) captar recursos para a difusão da tecnologia e da internet Brasil afora e também por meio de uma rede acadêmica online nacional.

Para isso, foi implantado o primeiro backbone (“espinha dorsal”, o sistema central de computadores) do país.

Em 1995 o governo abre o backbone para fornecimento de conectividade a provedores de acesso comercial, configurando como o segundo

grande passo para a implantação da internet em larga escala em nosso país,

pois a partir daí as portas da grande rede começaram a ser abertas para todo o Brasil.

Conexões de Internet

Para acessar a internet é preciso se conectar e existem duas formas de você fazer isso: via conexão discada e via conexão de banda larga.

Conexão discada

No Brasil ainda é um tanto quanto comum o uso da conexão discada para acesso à internet.

Há quinze anos isso era ainda mais comum, afinal, era a única maneira existente em todo o território nacional para se ter acesso à grande rede.

Bastava um computador com um fax-modem, uma linha telefônica e um provedor de acesso e

após alguns segundos e um barulho que muitos achavam irritante, você estava online.

Os problemas da chamada “banda estreita” eram vários: instabilidade, lentidão (velocidade máxima de 56,6 kbps), ocupar a linha telefônica e também o preço.

Para se conectar à internet assim você pagava o custo de uma ligação normal, ou seja,

se você permanecia por 30 minutos conectado, pagaria o equivalente a uma ligação de 30 minutos.

conexões de internet

A Banda larga

O desenvolvimento da internet trouxe consigo vários ganhos tecnológicos, como por exemplos as conexões

de alta velocidade, que superam em muito a velocidade alcançada por uma conexão discada,

além de não possuir certos inconvenientes, como por exemplo a linha telefônica

ocupada enquanto você navega e horários mais baratos para acesso.

xDSL

A atualmente mais popular tecnologia de conexão à internet via banda larga é a xDSL (Digital Subscriber Line),

que compreende a tecnologia ADSL (Asymmetric Digital Subscriber Line).

Esta família tecnológica utiliza, assim como a conexão discada, a linha telefônica para se conectar

a grande rede e suas velocidades são variáveis.

Para usufruí-la você precisa de um modem externo (com ou sem fio), uma linha telefônica e também o sinal de sua operadora de telefonia fixa.

Ao contrário da discada, você não pagará por tempo de acesso, mas sim uma mensalidade pelo sinal e poderá acessar a internet pelo tempo que desejar,

a hora que desejar, sem ocupar a linha telefônica para isso.

Esta conexão vem evoluindo e ganhou “novas versões”, como a ADSL2 e ADSL2+, que possuem alguns ganhos em relação à sinalização e à velocidade,

capaz de ser maior e mais estável que da ADSL normal estando a até 3 km de distância da central onde está instalado o sistema.

Cabos

A popularização da internet fez com que empresas que prestavam serviços de TV a cabo entrassem no ramo de internet, oferecendo o serviço de acesso

a internet via banda larga do mesmo modo que ofereciam os canais de televisão.

Para as  conexões de internet, os usuários necessitam de um modem especial, diferente do utilizado

para acesso via ADSL, que no Brasil normalmente é fornecido pela empresa.

conexões de internet

 A Rádio

A internet sem fio via rádio (transmitida através de ondas de rádio, ou seja, sem fio), Como já foi explicado.

também uma alternativa para o acesso via banda larga e bastante popular no interior do país e em condomínios,

pois seu alcance é longo e não necessita de cabos, porém, os custos para aquisição e instalação normalmente é alto,

o que faz com que alguns condomínios dividam um único entre vários moradores.

Além disso, a qualidade do sinal também pode sofrer interferências climáticas, o que não faz da internet via rádio uma das melhores alternativas para quem possui outras opções.

Internet na Rede elétrica

Nos últimos anos têm surgido muitas novidades no ramo das telecomunicações e uma

delas é a internet via redes de energia elétrica.

É a PLC (Power Line Communications), uma tecnologia que tem suas origens no ano de 1991.

Desde o ano passado os testes nas redes estão em vigor no Brasil em diversos estados

e suas empresas de energia, como a Eletropaulo em São Paulo, a Copel no Paraná e a Cemig em Minas Gerais.

conexões de internet

Conexões de internet seus preços variáveis  

Uma questão muito importante quando se fala em conexão é o preço.

Sem a menor sombra de dúvidas a internet banda larga é mais vantajosa que a discada, mas o que ainda afasta muitos brasileiros

desta realidade são os altos preços cobrados por operadoras de telefonia ( em caso da conexão ADSL) e de TV a cabo (caso da conexão via cabo).

Se compararmos com outros países, nossa realidade ainda é de um país que parece engatinhar quando o assunto é acesso à internet,

mesmo que pesquisas revelem que o brasileiro é o povo que passa mais tempo conectado, ficando à frente de países como Japão, Estados Unidos, França e Alemanha.

O preço da conexão banda larga no Brasil varia de acordo com a localidade e com a prestadora de serviço.

Em uma pesquisa rápida, podem-se encontrar os seguintes preços para 1 Mbps de velocidade.

Isso varia entre as empresas que prestam esse tipo de serviço.

 

 conexões de internet

 

O que fazer quando a conexão cair?

Confira nossas dicas:

  • Verifique os cabos;
  • Reinicie;
  • Procure assistência técnica, se for necessário. Saiba mais aqui.

conexões de internet

Agora é com você!

Como você  já sabe como fazer na hora que a net cair, é hora de decidir qual melhor internet para você.

E se ainda não possui um serviço de  Banda Larga  te oferecemos os melhores preços que se adequam às suas necessidades.

 

 

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog